O Corf/PCDF deflagra Operação Afrodite - LEI & POLÍTICA

Page Nav

HIDE

Teste Teste Teste Teste


 

Últimas notícias:

latest

{ads}


 

O Corf/PCDF deflagra Operação Afrodite

A Polícia Civil do Distrito Federal — PCDF, realizou, nessa quarta-feira (15/6), por intermédio da Corf/PCDF, e com apoio dos Correios, a *O...


A Polícia Civil do Distrito Federal — PCDF, realizou, nessa quarta-feira (15/6), por intermédio da Corf/PCDF, e com apoio dos Correios, a *Operação Afrodite, que resultou na prisão em flagrante de três pessoas pelo crime de receptação (1 a 4 anos).

As investigações iniciaram-se após o registro de ocorrência policial por uma médica, que observou o lançamento de boletos em seu nome, referentes a compras dos produtos que ela não tinha realizado. Uma das empresas responsáveis pela venda, sediada em São Paulo/SP, também entrou em contato com a CORF.
Os três homens (de 40, 24 e 18 anos) foram autuados quando receberam produtos estéticos, principalmente toxina botulínica, avaliados pelo valor de custo em cerca de R$100 mil, comprados com documentos falsos de uma médica do DF.
As prisões ocorreram no Gama/DF. Um dos autuados é motorista de aplicativo e encontrava-se em liberdade provisória por tráfico de drogas, e o outro preso também estava em liberdade provisória pelo crime de falso testemunho.
No veículo Audi, de um dos presos, foi encontrado parte dos produtos estéticos, os quais tinham sido recebidos em data anterior, e não estavam acondicionados de maneira correta, fato que pode comprometer a eficácia da toxina botulínica. De acordo com a nota fiscal, estes produtos eram endereçados a uma clínica localizada no Lago Sul/DF.
As investigações continuam e pelo menos três empresas localizadas em diferentes Estados brasileiros foram vítimas de compras fraudulentas
(*Afrodite: Deusa da Beleza, segundo a mitologia romana).

Em outubro de 2021, a CORF/PCDF realizou a Operação Full Face para reprimir grupo especializado em fraudes. O objetivo foi reprimir grupo criminoso cujos integrantes praticam vários tipos de fraudes: falsificação de documentos, abertura de contas em instituições bancárias com os documentos contrafeitos, instituição de empresas utilizando-se de “laranjas”, utilização de dados médicos e de dentistas para a compra, com cartões fraudulentos, de produtos estéticos, que são revendidos por preços abaixo do mercado, além de adquirirem veículos de alto padrão com os proveitos dos crimes. Na Operação Full Face, três pessoas foram presas, em razão de cumprimento de mandados de prisão temporária, em Samambaia e Santa Maria/DF, e também cumpridos sete mandados de busca e apreensão em Águas Claras, Samambaia e Santa Maria/DF e Goiânia/GO.

Da redação com informações da Assessoria de Comunicação/DGPC

A nossa missão é investigar!

Nenhum comentário

BETANO


 

Pixel